Planejamento de capacidade: Conheça os comandos iostat, vmstat e mpstat

Fala pessoal, a partir de hoje irei mostrar uma série de artigos aqui sobre Linux, desde a parte de performance, comandos essenciais de rede, manutenção do sistema até serviços web. Fique ligado nos próximos posts.

# whatis iostat
iostat (1) - Report Central Processing Unit (CPU) statistics and input/output statistics for devices and partitions.
comando iostat
  • Sessão device: utilização dos dispositivos de armazenamento do equipamento.
    - device: nome do dispositivo ou partição.
    - tps: transferências por segundos feitas no dispositivo.
    - kB_read/s e kB_wrtn/s: quantidade de dados lidos e gravados no dispositivo.
    - kB_read e kB_wrtn: quantidade de dados lidos e gravados no dispositivo no intervalo.
iostat -m (mostra os dados em mega)
iostat -h (mostra os dados de uma forma melhor de entender)
iostat -c (mostra apenas a CPU)
iostat -d (mostra os devices)
iostat -p (mostra os dados das partições)
iostat -d 2 (gera o relatório a cada 2 segundos)
vmstat
  • Sessão memory:
    - swpd: memória virtual utilizada.
    - free: memória livre.
    - buff: memória utilizada como buffer.
    - cache: memória usada como cache.
  • Sessão swap:
    - si: memória carregada do disco.
    - so: memória movida para o disco em segundos.
  • Sessão io:
    - bi: blocos recebidos de um dispositivo.
    bo: blocos enviados para um dispositivo.
  • Sessão system:
    - in: número de interrupções por segundo.
    - cs: número de mudanças por segundo.
  • Sessão cpu:
    - us: é um tempo gasto rodando código mas não do kernel do sistema.
    - sy: já esse é o tempo rodando código do kernel.
    - id: tempo ocioso.
    - wa: tempo esperando por entrada/saída.
    - st: tempo “roubado” de uma VM.
vmstat -d
vmstat -p /dev/xvda1
# whatis mpstat
mpstat (1) - Report processors related statistics.
mpstat
mpstat 2 (gera os dados de CPU a cada 2 segundos)

Passion for DevOps